Conecte-se conosco

O nazismo realmente desarmou os alemães?

História

O nazismo realmente desarmou os alemães?

Os nazistas realmente desarmaram a população alemã? O nazismo pregava o desarmamento da população? Quais eram suas políticas para a restrição do porte de armas?



É praticamente senso comum a afirmação de que “o nazismo, tal qual outros regimes de esquerda, desarmou os alemães” e que “se este fosse de direita, a teria armado” e que o mesmo tinha políticas para desarmar  população alemã. No entanto, tais afirmações não passam de um mito.

Não é difícil encontrar a origem deste mito, a qual aponta para grupos da direita nos EUA, contrários a qualquer mudança na legislação sobre armas neste país.





Se considerarmos que o controle de armas ou sua liberação podem ser usado para classificar um regime, o nazismo poderia ser tranquilamente classificado como um regime de direita, pois este incentivou largamente o armamento de sua população.

A legislação sobre porte de armas da Alemanha nazista

A República de Weimar possuía desde 1919 leis bastante restritivas para o porte de armas por imposição dos vencedores da Primeira Guerra Mundial, que impuseram severas restrições através do Tratado de Versalhes. O tratado limitava o número de armas que estaria de posse dos alemães, bem como proibia que a população civil fosse treinada para uso das mesmas [1]. Atendendo a estas restrições, em 1919 o governo confiscou as armas de posse dos cidadãos alemães, política que só foi relaxada com nova uma legislação em 1928, que ainda assim restringia bastante o porte de armas [2].





Após assumir o poder, os nazistas utilizaram largamente estas leis restritivas para desarmar os judeus e outros “inimigos do Estado”. No entanto, em 1938, estes emitiram o Nationalsozialisten das Reichswaffengesetz  para ser a nova legislação de armas do país [3].

Ao mesmo tempo em que esta legislação proibia completamente o porte de armas para grupos como judeus, ciganos e homossexuais, ela servia para rearmar a população alemã ‘ariana’. Dentre as mudanças implementadas estavam a autorização para a livre posse de armas de cano longo (rifles e espingardas) e munições, a diminuição da idade legal para a posse de 20 para 18 anos, a validade das licenças, aplicáveis a armas de cano curto, foi estendida de um para três anos e a exclusão de mais pessoas da necessidade de possuir licenças. Membros do partido, superiores da juventude hitlerista, proprietários de autorização de caça, membros das SS e funcionários do governo estavam livres de restrições para posse de armas. Pela legislação anterior, apenas funcionários do Estado estavam isentos [4][5].

Os nazistas não desarmaram a população alemã

Deste modo, percebe-se que o ‘argumento’ de que o regime de Hitler desarmou os alemães não possui qualquer validade. Os nazistas não desarmaram a população alemã, mas a rearmaram, tanto através do relaxamento das leis para porte de armas para os civis ‘arianos’, quanto através da reconstrução de sua indústria armamentista, a qual será detalhada texto posterior.

REFERÊNCIAS:

[1] https://en.wikisource.org/wiki/Treaty_of_Versailles/Part_V

[2] http://ir.lawnet.fordham.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=4029&context=flr

[3] https://de.wikisource.org/wiki/Waffengesetz_(1938)

[4] https://web.archive.org/web/20110719234123/http://www.polizei-nrw.de/moenchengladbach/Waffenrecht/article/Historie_des_Waffenrechts.html

[5] http://www.gegenfrage.com/gun-control-aktivisten-vergleichen-obama-mit-hitler/

Continue Lendo
Clique para comentar

Mais em História

Ao Topo